A felicidade 1

Eu estava na caixa do supermercado e perguntei à atendente se a romã estava boa para levar. Ela olhou e disse sim. Eu falei que não sabia ver, ela disse que sabia porque passou a infância comendo romã na casa da avó e que o pé de romã é parecido com o de acerola. Daí ela me descreveu com a maior alegria. Depois me falou das propriedades da romã, como se comia cada pedacinho, pra eu não jogar a cas

ca fora e fazer chá. Tudo o que ela sabia sobre a fruta. Ela lembrou da infância com a avó e seus olhos brilharam. Abriu o maior sorriso. Em um dado momento estávamos falando da nossa infância brincando com terra, subindo em árvores, comendo fruta do pé e, também de nossas avós. 🙂
A felicidade é bem pouquinha, né. Bem simplesinha, né. Bem fácil de alcançar, né. E pode estar bem ali, em uma lembrança pescada na saída do mercado.
Anúncios

Um pensamento sobre “A felicidade 1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s