Formation e vamos empretecer o Leblon!

Um clip que fala tudo o que muitos não querem ouvir sobre sobre os negros.

1-Autoestima:

“Eu amo o cabelo afro do meu bebê”
Eu amo meu nariz negro”

Blue-Ivy-Beyonce-Formation-Music-Video-Pictures.jpg

2-A violência a qual a população negra é submetida:

“Parem de atirar nos negros”

3- A negligência em relação à dor negra:

“O que aconteceu depois de Nova Orleans?”

4- Empoderamento da mulher negra:

“Eu vejo, eu quero, eu posso/ Eu arraso.”

          Um clip que esfrega o cotidiano racista dos EUA (mas não só de lá, né gente?).
Sim, estou falando do último clip de Beyoncé, “Formation”, que além de tocar em todos esses temas, faz menção aos 50 anos dos Panteras Negras, Malcon X e toda a luta negra norte- americana.

          Mas falar de empoderamento negro incomoda. Falar de racismo incomoda. Dar luz à nossa história, colocando a nós negros no lugar de destaque, de ação, no lugar de heróis da própria luta incomoda e bagunça os olhares de quem aprendeu (e se conforma, e só quer se for assim) a ver a pessoa negra no lugar de subalternidade e marginalização.  Quem quer contar sempre a história do negro que apanha, que chora, que sofre, aguardando uma mão branca para o salvar, diminuindo assim a importância da luta dos negros, sua contribuição no processo civilizatório, apagando os nossos heróis e retirando nossas referências positivas.

Mas não! Além de sabermos tudo o que passamos cotidianamente para chegarmos vivos até o final do dia, pois toda pessoa negra é sempre um alvo, temos consciência do trabalho realizado por homens e mulheres negras da diáspora espalhada pela América em busca de dignidade para o nosso povo.

Para completar o “choque”, quem fala isso do alto do seu salto, e vestida por Givenchy, é uma mulher negra, linda, inteligente, empoderada, rica, que ao invés de estar colocando o seu lindo corpo a serviço do desejo dos homens, está cantando e dançando as músicas que ela compõe, do jeito que ela quer dançar para falar o que ela quer dizer. É petulância demais para quem não quer que a Terra gire! Há, há.            

          Para terminar, além de rebolar nos cômodos das casas que deveriam pertencer somente às famílias tradicionais sulistas, Beyoncé diz: “A melhor vingança é o seu dinheiro.” Lembrando que lugar de negro é onde ele quiser. Sabe de quem me lembrou? A advogada Samara de Sete Ventos: “Vamos empretecer o Leblon!”

Segue o vídeo:

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s